A juventude está organizada para participar ativamente da 13ª edição do Fórum Social Mundial (FSM) 2018, que será realizado entre os dias 13 a 17 de março, em Salvador. O tema central é “Povos, Territórios e Movimentos em Resistência” e o objetivo é garantir a participação dos mais diversos movimentos populares, estudiosos, políticos, estudantes e intelectuais, enfim, os protagonistas da construção do evento, que elaborarão alternativas para uma transformação global.

O primeiro FSM se contrapôs ao Fórum Econômico Mundial de Davos que, desde 1971, defende as políticas neoliberais em todo mundo. Este ano, com o slogan “Resistir é criar, resistir é transformar” os organizadores deixam claros os objetivos do encontro.

“É um evento de resistência contra a retirada de direitos, ataque a democracia e estado de exceção e apoio ao direito do presidente Lula”, diz Antonio Lisboa, secretário Internacional da CUT, se referindo ao golpe de Estado que destituiu a presidenta Dilma Rousseff, legitimamente eleita, as medidas de retirada de direitos e a perseguição ao ex-presidente Lula por parte da mídia e da Justiça que vieram na sequência.

E a Juventude, que está unida à classe trabalhadora em todas as lutas sociais e trabalhistas, estará presente, participando atividade da construção de alternativas para uma transformação global. Mais do que um alojamento, os jovens ocuparão um território de extensão para debates e discussões políticas do FSM2018: o Acampamento Intercontinental da Juventude (AIJ), nesta edição, ocupará o Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, de 11 a 18 de março, com capacidade para receber mais de seis mil jovens.

Atos, shows e assembleia farão parte das atividades no AIJ, e contará também com uma vila gastronômica da economia solidária, palcos livres para apresentações culturais, mesa-redonda, e o “ritmos da juventude”, apresentações com artistas que dialogam com temas sobre as perspectivas e problemáticas que envolvem os jovens. A estrutura física disponibilizará uma cozinha compartilhada, banheiros químicos e chuveiros para banho.

Para quem tem interesse em participar do Acampamento da Juventude, inicialmente, deverá se inscrever no site do Fórum. O cadastramento para acesso ao AIJ será realizado a partir do dia 17 de fevereiro, com a cobrança de mais uma taxa colaborativa para o kit, contendo: prato, copo, talher e pulseira de acesso no parque.

Escrito por: CUT Nacional, com apoio GT de Comunicação do FSM2018 • Publicado em: 02/02/2018 – 13:29 • Última modificação: 02/02/2018 – 17:36

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *